Risoto de coco e gorgonzola com cheiro de caju

Para 4 pessoas.

Como primeiro post, acredito que deveria explicar o funcionamento da casa, apresentar a carta e informar que a cozinha não tem horas pra fechar ou abrir. No entanto, deixo a entrada para uma próxima e parto logo para o principal. Dessa forma, já fica claro que não terei muitas regras por aqui.

Este deveria ser um espaço para contar somente as glórias. Porém, percebo que só escrevendo a verdade sobre minhas experiências na cozinha ou nas telas, poderia passar algo de útil para vocês, ou não.

Vamos lá!

Para começar, costumo utilizar a receita básica de risoto bianco do Jamie Oliver, aquele livro da Itália. Simples e muito boa - em uma próxima ou se alguém já quiser, só falar que envio.

É comum vermos risoto de pêra e gorgonzola, nunca fiz, mas já comi com amigos. Essa ideia veio daí e parte da geladeira. Quando fui pegar o vinho branco para a primeira concha, vi o suco de caju dando bobeira. Não pensei duas vezes, e se desse um cheirinho de caju?

  • 1 receita do risotão do Jamie (2 copos americanos de arroz arbório);
  • 125g de coco ralado in natura (No PA vende um pote com 250g);
  • 1 concha de suco de caju ( Pode ser aquele bom e velho de caixinha ou se você  tiver cajus frescos na geladeira como a Nigela sempre tem.. também vale..rss);
  • 100g de gorgonzola;
  • 100g de parmesão para ralar;
  • 1 colher da grande de manteiga;
  • Óleo de oliva extra virgem;
  • Sal e pimenta moída na hora.

Prepare a receita do risoto branco, em uma panela ferva o caldo de legumes e na outra somente azeite e o arroz no fogo até perceber que ele está ficando transparente. Transparente? Hora da primeira concha, só que dessa vez é com suco de caju, depois que secar, volte para o básico e vá adicionando o caldo de legumes. Sempre adicione uma concha de caldo e depois mexa, secou, mais caldo, mexa, secou, mais caldo e mexa. Deu pra entender que não dá para preparar um mojito nesse meio tempo? Na metade do caminho, quando o arroz estiver meio cozido adicione o coco, assim ele não ficará tão duro e nem tão mole. Depois, quando sentir que está tudo pronto, gorgonzola, parmesão e bem por último, com diz meu sogro, vem a manteiga só para dar um brilho.

Fiz esse risoto para comer sozinho, mas acredito que uma boa carne vermelha alta com um molho de vinho do porto para acompanhar ficará incrível também. Para beber, mojitos! ;)